Ombudsman da semana

Olá companheiros de Ecolândia e leitores do nosso blog! Utilizando o já consagrado chavão do ombudsman, “tarda, mas não falha”, lançamos hoje a sexta edição do Ombudsman da semana, que vai avaliar o programa que foi ao ar no dia 28 de maio. O tema abordado no programa foi “Novas conformações familiares”.

Microfone Aberto: Havia um problema com o áudio, estava um pouco difícil de ouvir. O conteúdo estava bastante interessante. O exemplo do senhor Guioraci de Moraes ilustrou bem o tema das estruturas familiares diferentes: um pai que criou os filhos sozinho.

Que bicho é esse: Achei que o bicho foi muito bem escolhido, mas as pistas deram a resposta de cara: logo na primeira pista já foi dito que o bicho era uma cobra, o que facilitou a vida dos ouvintes.

Reportagem: Gostei muito da reportagem. A forma como a repórter Gabrieli abordou as causas das mudanças familiares dos últimos tempos foi bastante interessante.

Entrevista: A entrevista discutiu um pouco a parte judicial do tema. Foi legal porque complementou a reportagem.

Biologia em Comunidade: O quadro foi bastante didático, mostrando um quadro geral do que é a obesidade, suas causas e como tratá-la.

Perfil: Houve algum problema com a cabeça do perfil, acredito que os apresentadores esqueceram de aumentar o volume dos microfones. Gostei muito do modo como o repórter Felipe relatou a história da dona Neuza Rossato. O fechamento com a música foi uma inovação que ficou bastente interessante.

Cidade: A repórter Micheli apresentou o Lar de Mirian e Mãe Celita tentando mostrar o que o Lar faz para ajudar a comunidade e como as pessoas podem fazer para ajudar o Lar. Teve a parte de compromisso social, que foi superlegal.

Apresentação e Diálogo: Não ocorreram problemas muito graves durante a apresentação do programa, exceto antes do Perfil, quando os apresentadores esqueceram de aumentar o volume dos microfones e houve alguns segundos de silêncio. De resto, a apresentação estava muito boa, as vozes do Cristiano e da Giuliana combinam bem. O momento do diálogo também foi interessante, quando os apresentadores expressaram suas opiniões sobre o tema. Foi algo que fugiu ao script e, ao mesmo tempo, gerou uma aproximação com o ouvinte.

E assim chegamos ao fim de mais uma avaliação do Ombudsman. Se você tiver alguma sugestão, crítica ou alguma observação a fazer em relação ao programa, deixe seu comentário aqui. Na semana que vem, o Ombudsman volta para avaliar o programa do dia 04 de junho. Até lá!