A extensão que não se estende

PET Comunicação cansado depois de discutir ações de extensão com acadêmicas da UEM.

Novamente, sou eu a encarregada de vir relatar congressos. Mas dessa vez, diferente de quando perdemos a etapa nacional do Expocom, o relato é mais light e menos rancoroso.

De quinta (3/6) a domingo (6/6), nós, integrantes do Ecolândia que também fazemos parte do Programa de Educação Tutorial (PET) Comunicação Social UFSM, estivemos em Porto Alegre, participando do Encontro dos Grupos PET da Região Sul, vulgo SulPET. E uma das discussões que permeou todo o evento pode ser resumida na seguinte problemática: o que é extensão?

Impossível definir um conceito e um modo de fazer, concluímos. Certamente o fazer extensão para as engenharias, para as áreas da saúde e para a a comunicação não é a mesma coisa. Mas se não há uma definição possível e estática, princípios norteadores (adoro eufemismos) são necessários. Senão, vira bagunça.

Dois pontos, acredito, são essenciais de serem tratados aqui: o que é extensão e para quem ela deve servir. Ao contrário do que muitos (podem acreditar, muitos mesmo) acreditam, extensão não consiste em levar conhecimento até às comunidades. Ora levar conhecimento. Como se a academia fosse um reduto especial de inteligência e conhecimento e fizesse a caridade de levar um pouquinho dessa sabedoria para as comunidades se esclarecerem ou fugirem, um pouquinho que seja, do seu estado de ignorância crônica. Ah, quantos pensamentos absurdos pensam esses pensadores. Extensão não é levar, é construir conhecimento junto ao grupo social em que os universitários se inserem.

Em segundo lugar, por mais especificidades que tenha cada área, um aspecto precisa ser comum: a quem o ato se define. Abrir a Universidade esperando que comunidades externas venham até ela não é extensão; fazer uma viagem de estudos não é extensão. Extensão acontece quando um grupo universitário, devidamente embasado por um propósito científico, abraça uma causa e uma comunidade – e é abraçado por ela. Fora dos muros da Universidade.

E são esses princípios norteadors que o Ecolândia se desafia, semana a semana, a seguir.

E, para você, o que é extensão?