Ombudsman 16 de setembro

Ouça o programa aqui: http://www.4shared.com/audio/baDvSiM_/ecolandia_marianaeandra_160911.html

Avaliação geral: O primeiro erro técnico se deu logo no começo: ao invés de ter sido selecionado o “pré-escuta” todos os quadros foram colocados para tocar, um imediatamente após o outro. Com esse erro, foi preciso interromper o Microfone Aberto para a dinâmica do Ecolândia seguir.O segundo erro se deu quando o Microfone Aberto já estava sendo transmitido, e quando estava praticamente na metade, o áudio do próprio MA ficou sobre ele mesmo.  E o terceiro foi a diferença de volume entre os microfones que ficou bem perceptível.A dinâmica entre as apresentadoras foi boa e conseguiu reverter essas situações.

Microfone Aberto: O tom de voz utilizado pela repórter durante a primeira entrevista, passou a ideia de que os conhecimentos da entrevistada estavam sendo testados, isso não ficou presentes nas outras entrevistas, que soaram mais naturais.A repórter poderia ter explicado para todos os entrevistados – como fez com a segunda – o que era lixo eletrônico, em algumas ocasiões ficou confuso se o entrevistado sabia especificamente do que estava sendo tratado. Ao longo do MA deu para perceber um chiado muito chato ao fundo, interrompendo a voz de um entrevistado que estava muito baixa.

Uma sugestão: talvez o MA pudesse ter sido feito nos lugares em que há um acúmulo desse lixo eletrônico mal depositado.

Notícias e dicas: A da Greve foi a melhor estruturada e esclarecedora. Durante a leitura das notícias deu para ouvir a voz da Mariana ao fundo falando no telefone. As outras notícias estavam claras e acessíveis, assim como as dicas.

Reportagem: A cabeça da reportagem foi extensa e é interessante notar que não estamos acostumados a esse tipo de LOC, pode ser uma boa ideia investir nisso, como já foi dito em reuniões passadas.

A questão da conscientização levantada no final da reportagem foi ótima, de forma geral, a finalização da reportagem foi muito boa e disponibilizar os endereços na internet tornou a informação mais acessível ao público.

Entrevista: A cabeça não esclareceu o suficiente sobre o quadro.O diálogo demorou um pouco para ficar natural, ao invés de perguntar “vocês costumam tomar muitos cuidados?” poderia substituir por “quais cuidados são necessários e quais cuidados as pessoas deveriam ter ao manusear esses objetos?”

Cidade onde a gente vive: Boa escolha musical, evidenciou o lúdico do quadro, e abordar a lenda aproxima o ouvinte da história.