Ombudsman da semana

Olá ouvintes do Ecolândia – O mundo onde a gente vive, e internautas do nosso blog. Esta postagem se trata  do Ombudsman, ou avaliação do último programa, que foi ao ar no dia 21 de outubro.

O programa, apresentado por Bruna Homrich e Cristiano Magrini começou às 18h05min com o tema Saúde Bucal. A apresentação em si, foi muito boa, pois os dois apresentadores estavam seguros sobre o tema tratado. Os microfones dos dois locutores estavam audíveis. Porém, em certos momentos, pode-se perceber um certo desnível de áudio.

O Microfone Aberto, produzido por Natascha de Carvalho estava com um áudio bom. Em certos momentos, havia ruídos, devido ao fato de passarem pela rua carros. As perguntas feitas foram de grande valia, pois deu um tom impessoal ao quadro. A reformulação no encerramento do quadro ficou melhor, pois assim, não terminou de forma abrupta.

A reportagem, feita por Daniela Pin, tratou principalmente da importância de se ter uma boa saúde bucal. Entretanto, alguns problemas técnicos prejudicaram a reportagem. O áudio inicia de forma audível, depois, fica mais baixo, e assim, sucessivamente. Quase no final do quadro, há uma pausa, que deu a impressão de que a reportagem tinha acabado.

Entrevista, produzida por Laís Cáceres teve como principal foco quais os hábitos de higiene bucal que devem ser mantidos em crianças e também em adultos. Foi bastante explicativa, com perguntas pertinentes.

O Cidade Onde a Gente Vive, feito por Jean Senhorinho, que contou a história do Colégio Militar de Santa Maria, deu uma breve visão de como o colégio era, e de como é hoje. A trilha sonora utilizada combinou com o tema retratado. O Perfil, produzido por Reinaldo Guidolin, contou a história de vida da esteticista de animais Ana Graziela De Souza Marques, moradora do bairro Urlândia. A linguagem utilizada para produzir o quadro foi bastante coloquial, deixando o ouvinte à vontade com os termos utilizados.

Notícias e dicas culturais, feitas por Mariana Soares estavam claras e sucintas. Muitas delas, eram de utilidade pública, como a divulgação da listagem prévia dos incritos no programa Minha Casa, Minha Vida. A Previsão do tempo, feita por Daniela Huberty estava clara e objetiva. As perguntas eram amplas, dando assim, espaço para o meteorologista explicar a previsão do tempo para os ouvintes