Eles vão acabar infectando você também

Vídeo viral? Não, não se trata de um vídeo que possa infectar seu computador, deletar seus arquivos ou complicar sua vida digital. Vídeos virais são aqueles que em um curto espaço de tempo atingem um número considerável de acessos, o que faz com que milhares de pessoas acabem ‘infectadas’ por eles rapidamente.

Esse fenômeno da internet tem crescido nos últimos anos com a Web 2.0, que é a nova maneira como os usuários da internet se relacionam com a rede, interagindo, e participando ativamente dos conteúdos veiculados na web. Quem nunca aí ficou se perguntando o que é esse vídeozinho que todo mundo tá comentando?

Boa parte desses vídeos virais são coisas aparentemente sem alguma importância, como montagens toscas, pessoas falando à câmera sobre qualquer assunto, e até mesmo músicas mal cantadas. Atire a primeira pedra se você não viu, pelo menos uma vez, o vídeo dos irmãos ‘para a nossa alegria’.

Os virais podem ainda ser trechos de noticiários, em que repórteres caem em uma saia justa, ou reportagens da tv que contenham personagens fora do comum. O fato é que sem alguma explicação lógica, eles acabam caindo no gosto (ou não) dos internautas. Muitas pessoas acessam os vídeos porque ‘já que tá todo mundo comentando…’. Os vídeos virais podem ser ainda campanhas publicitárias a fim de promover algum produto.

Em contraponto aos pôneis malditos, menos a Luísa, que tá no Canadá, e bons drink, existem vídeos que ganham o público por causas nobres. Recentemente, em março deste ano, o documentário Kony 2012, produzido pela ONG americana Invisible Children, alerta o mundo sobre um criminoso de guerra de Uganda, no leste da África.

O vídeo de quase meia hora (uma eternidade para o mundo virtual) aponta os crimes cometidos por Joseph Kony ao longo de 25 anos. O líder da guerrilha de Uganda, teria forçado 60 mil crianças a se tornarem soldados armados e escravos sexuais na África.

Uns com tom sério, outros nem tanto, uns propositalmente, outros por acaso, espalhados nas redes sociais, os vídeos virais vêm tomando a internet e seus usuários.  A versão com legendas em português do Kony 2012 tem hoje mais de 700 milhões de visualizações, e apesar do caráter de denúncia, o vídeo foi criticado pela forma de atuação da ONG. Que tal dar uma olhadinha e tirar suas próprias conclusões?

Em apenas seis dias, o vídeo alcançou a impressionante marca de 100 milhões de acessos.