Spray no preconceito

Imagem

O grafite nasceu em Nova Iorque- Estados Unidos, em 1970, mas há registros dessa manifestação artística desde o Império Romano. A pesar de muito confundido com a pichação, ato de vandalismo, o grafite é a arte de rua, do movimento hip-hop, forma de expressão contra a opressão, difundida pelas periferias.

Muitas polêmicas giram em torno desse movimento artístico, pois de um lado o grafite é desempenhado com qualidade artística, e do outro não passa de poluição visual e vandalismo. A pichação ou vandalismo é caracterizado pelo ato de escrever em muros, edifícios, monumentos e vias públicas. Os materiais utilizados pelos grafiteiros vão desde tradicionais latas de spray até o látex.

Os brasileiros são considerados os melhores grafiteiros do mundo. Recentemente, um castelo Escocês foi grafitado por brasileiros, na tentativa de que a marcante mudança estética atraísse a mídia e quebrasse os preconceitos com essa manifestação artística urbana.

Em Santa Maria, algumas escolas aderiram à arte do grafitismo nos muros externos, além de reduzir as pichações contribui para um ambiente mais alegre e bonito. Os grafiteiros afirmam que os pichadores respeitam e admiram as grafitagens.

Caminhar pelas agitadas ruas e deparar-se com pura explosão de cores e emoções é uma maneira singela e gratuita de quebrar o frenético ritmo da cidade.

Imagem

Advertisements