Londres 2012 – Uma lição de respeito à natureza

Com ações sustentáveis, britânicos definem essas Olimpíadas como a mais verde da história.

Imagem

Olá leitores do Blog!

Na última sexta-feira, começaram oficialmente os Jogos Olímpicos de Verão de 2012. O evento, realizado em Londres, teve uma abertura incrivelmente linda e contou com a participação de astros como Paul McCartney. Mas não é só na organização e beleza que Londres está dando show. A sustentabilidade é um dos pontos fortes dessas Olimpíadas.

A organização dos Jogos afirma que essa edição será a mais verde da história. Por isso, estão com olhar atento ao gerenciamento de energia. O desperdício está sendo controladamente evitado, e a intenção é que o impacto na natureza seja o menor possível. Destaque para o Centro de Energia do evento, que tem design sustentável e flexível. Além de utilizar tecnologias de biomassa que reduzem a emissão de gás carbônico.

O comitê organizador conta com vários parceiros em prol da preservação da biodiversidade. Um deles desenvolveu uma rede que maximiza a reutilização de materiais, minimizando o desperdício. Por exemplo, cabos de cobre e fibra instalados para os jogos serão reutilizados, entre outras maneiras, nas casas que serão construídas após as competições.

Curiosidade: o Parque Olímpico Rainha Elizabeth, antes do início da sua construção passou por um processo de testes no solo, para detectar possíveis contaminações a serem extintas. Alguns dos objetivos são expandir a área e transformá–lo no maior parque da Grã–Bretanha, criar 15 km de ciclovias, calçadas e redes viárias.

Importante lembrarmos que quando Londres se candidatou a sediar as Olimpíadas, a sustentabilidade foi uma das maiores preocupações do país. Além de ganhar o direito de organizar os jogos, os britânicos estão colocando em prática ações sustentáveis e que devem servir de modelo para o Brasil, que sediará as próximas Olimpíadas.