Produção de carne bovina deverá crescer 47% até 2050

Na última semana uma notícia agradou quem vive do agronegócio no Brasil. De acordo com projeções do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a produção de carne bovina deve ter alta de 47% até 2050, acompanhando o avanço da população mundial, que chegará a 9,19 bilhões até a data prevista. Além de maior, a população também terá crescimento real de renda de 84% no mesmo período.

Imagem

Divulgação Farsul

Segundo o economista-chefe da Farsul, Antônio da Luz, “a carne bovina se torna cada vez mais um artigo de luxo. Quando as pessoas começam a ganhar mais dinheiro, ampliam o consumo de carne bovina” afirma na 46ª Etapa do Fórum Permanente do Agronegócio da Farsul, realizado na última sexta-feira em Lagoa Vermelha-RS.

Em relação aos números deste ano, mais 9,3 milhões de toneladas de carnes serão produzidas no país em dez anos, com o total passando de 26,5 milhões de toneladas para 35,8 milhões de toneladas. Quanto ao consumo de carnes, o relatório projeta aumento de 3,6% ao ano, no período 2013-2023.  “As carnes fazem parte de uma cesta mais diversificada, que começa a se formar com o aumento de renda das populações, tanto da população mundial quanto da população local” explica o coordenador geral de Planejamento Estratégico do Ministério da Agricultura, José Garcia Gasques. Ainda, para Gasques, o produto está diretamente relacionado ao aumento da renda, ou seja, se a renda aumenta, também aumenta o consumo de carne.

Além do aumento da produção de carnes, o Ministério prevê ampliação da lavouras e crescimento da produção de grãos.

Fonte: http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/economia/campo-e-lavoura/noticia/2013/07/producao-de-carne-bovina-crescera-47-ate-2050-4191304.html