Sobre os animais de estimação

Hoje é mais um dia que você chega em casa super cansado… E quem te espera?  Muitas vezes, são eles: os animais de estimação.

Na verdade, nem todas as pessoas têm algum bichinho para cuidar, amar e ser sua companhia.

Evidentemente, ter um cão ou gato, por exemplo, não é uma tarefa tão simples assim. Isso exige que a pessoa tenha atenção, responsabilidade e, acima de tudo, disponibilidade.

Para você se inteirar mais sobre essas questões, republicamos aqui no blog um texto bem bacana sobre a importância dos animais de estimação em nossa vida.

Imagem retirada do Google Imagens

Imagem retirada do Google Imagens

Nos Estados Unidos, em algumas prisões, os cachorros e gatos têm sido usados como meio de melhorar o clima interno. Em uma penitenciária feminina de Bedford Hills, as detentas ajudam a adestrar filhotes de labradores e golden retrievers. Após um ano, os animais são doados para servirem de cão-guia a pessoas com deficiências físicas ou com estresse pós-traumático, como ex-combatentes, veteranos de guerra.

É indiscutível que animais, não somente os cães, são os melhores amigos do homem. Porém, claro, como tudo na vida, é importante dosar. Utilizar um animalzinho de estimação como substituto de uma família ou amigos não é saudável, por isso é essencial ressaltar a importância da companhia dos animais como uma parte da vida, mas sempre com um cuidado responsável com os animais.

Veja alguns dos vários benefícios que ter um pet traz para os humanos:

  • Quando uma criança se relaciona com animais de estimação desde cedo, produz anticorpos que evitam o aparecimento de alergias futuras;
  • Donos de cães geralmente precisam levar o pet para sair e as caminhadas ajudam na perda de peso;
  • Controle da pressão arterial, diminuição nos níveis de colesterol e estresse com consequente redução dos problemas cardíacos;
  • Existem histórias de animais que já salvaram a vida de seus donos, ajudaram a descobrir doenças, etc.;
  • Ajuda crianças a desenvolverem senso de responsabilidade, melhora autoestima e capacidade de socialização;
  • Liberação de endorfinas que causam sensação de bem-estar, ajudando no combate da depressão e outros vários problemas que enfrentamos na sociedade atual.

Muitos desses fatores estão diretamente relacionados com o fato do ser humano precisar de carinho e atenção, mas normalmente as relações não satisfazem as nossas necessidades de maneira apropriada, por isso o organismo reage tão bem ao simples ato de fazer carinho em um bichinho.

Além do lado bom para os humanos, devemos pensar no bem-estar do animal. Lembre-se que os gatos e cachorros foram domesticados por homens há muitos séculos e por isso criaram um vínculo com as pessoas, sendo dependentes delas e merecendo cuidados especiais.

Para ler o texto na íntegra, clique aqui.